Fui convidada pela @samegui a participar do Fórum Global de Sustentabilidade no SWU, e logo fiquei empolgada. O assunto pareceu ser bem interessante aliado a um festival de música.

Algo sustentável é –> ecologicamente correto + economicamente viável + socialmente justo + culturalmente aceito.

Você não precisa ser nenhum John Elkington para entender o príncipio de sustentabilidade. Apesar de ser um termo aparentemente difícil, é fácil entender. Difícil é praticá-lo na íntegra, e assim penso que foi o que aconteceu com o #SWU.

Fui apenas ontem, e ainda por cima cheguei atrasada no Fórum. Fiquei de fora ouvindo tudo, esperando a fala do Denis Russo. Ouvi discursos bonitos, inclusive do Marcelo Yuka. Achei tudo bem bacana e importante para engajar as pessoas, e entendi que aquilo poderia ser um bom começo para atitudes, de fato, sustentáveis.

Fim do Fórum, hora de dar uma volta no Festival. Nada de diferente, inovador, brilhante. Espaço pra ONGs mostrarem o seu trabalho? Vi no primeiro Planeta Terra, em 2007. Reciclagem de lixo, cadeia de trabalho fiscalizada e justa? Pura obrigação. Fazer um barco de lixo? Pergunte pro Conjunto Nacional como é que se faz obra de arte com reutilização de materiais.

Na arena do Forum de Sustentabilidade, exemplos da Nestlé de reutilização de embalagens #SWU

Entrada para o Fórum

Faça um festival qualquer de música, mas não se aproprie por um termo por puro modismo. Quantas pessoas estavam lá por causa da tal sustentabilidade? A galera queria ouvir música, ponto. Ao entrar na fila do Celularia, conversei com dois caras de Brasília que estavam acampando no festival. Estavam putos, reclamando de mil coisas, e dizendo: “viemos aqui para tentar aprender como é levar uma vida sustentável, e não aprendemos porcaria nenhuma“. Triste.

Celularia: tudo bem organizado, só faltou cabo pra iPhone. Foto: Oi Moda

Ouvi O Teatro Mágico, Jota Quest e Sublime. Tudo certo e organizado; papel de festival de música bem cumprido (até onde vi). Frio bateu forte e decidi, junto com o @poperotico, que era hora de ir embora. Assim como um festival qualquer, o #SWU lotaria no horário das bandas principais e teríamos problemas para sair. Queria muito assistir Kings of Leon, mas não estava disposta a enfrentar horas para sair dali. Voltamos mais cedo, e acompanhamos o final do dia pelo @multishow.

Vista da área mais premium para assistir o SWU ;-)

Área Premim é cama e edredon, rapá!

Fato é: quer reclamar do trânsito, que o festival tava lotado, que a comida é ruim, que tudo é caro? Faça isso, e tenha meu apoio. Mas, por favor, faça não apenas no #SWU mas também no Planeta Terra, no Natura Nós e em todo festival ou show em que acontecer desrespeito ao consumidor, principalmente. Quem sabe as organizações destes festivais terão atitudes diferentes do Credicard Hall, que ignorou minha reclamação de superlotação no show do The Cranberries.

Minha única pergunta (ou crítiva) ao #SWU, se já deu pra entender, é: cadê a sustentabilidade? Espero ver mais notícias sobre o Plano de ações de sustentabilidade e também do Compromisso Público de Sustentabilidade.

Mais?

SWU

Pôr-do-sol lindo em Itu

Se você viu algo sustentável por lá, sinta-se à vontade para deixar seus comentários aqui.

Sam, obrigada pelo convite.

Algo sustentável é –> ecologicamente correto + economicamente viável + socialmente justo + culturalmente aceito.
Related Posts with Thumbnails