Buscar

Influenciadora, eu?

Em um mundo hiperconectado, redes sociais contribuem para o trabalho de influenciadores e na divulgação de negócios.



Crédito da imagem: Andrea Piacquadio | Pexels

A vontade de compartilhar conteúdo é proporcional ao cansaço e preguiça de me dedicar com mais frequência nesta tarefa. O fato é que ser influenciador e/ou produtor de conteúdo, atualmente, demanda muito mais tempo do que no início dessa jornada. Não tínhamos inúmeras redes sociais, diversos formatos, algoritmos e tudo mais influenciando na distribuição do conteúdo ao público. A concorrência também era menor, e tudo era mais simples. Hoje, ser produtor de conteúdo e influenciador é uma profissão, e como tal requer planejamento, dedicação intensa e muita paciência.

“É a mercantilização do próprio sujeito que passa a compor sua atividade profissional. Vendem-se não apenas espaços publicitários, mas um estilo de vida” KARHAWI, 2020.

Neste contexto, muitas pessoas também buscam as redes sociais para trazer visibilidade a outros projetos e profissões. Proprietários de indústrias, comércios, produtos e serviços também se apropriam desses espaços para conversar com seus públicos, percebendo que a economia também gira em torno de outro recurso: a atenção das pessoas. Estar presente nas conversas do seu público de interesse também é fundamental para a prosperidade de seu negócio.


Seja para fins pessoais ou profissionais, dedicar-se às redes sociais pode te ajudar a:

  • Ser relevante;

  • Construir relacionamentos;

  • Fortalecer reputação;

  • Gerar identificação;

  • Dialogar e engajar sua comunidade;

  • Influenciar tomadas de decisões e comportamentos.

Desta forma, faz-se necessário ter seus objetivos definidos de forma clara para entender o melhor caminho a seguir dentro desse amplo universo.

O que você espera, em termos de resultado, ao investir em um trabalho nas redes sociais?


E, afinal, o que é influência?

Influência é sobre a capacidade de fazer uma mensagem circular dentro de um determinado grupo. (youPIX, 2019). É estar presente na vida das pessoas, que por sua vez dedicam sua atenção e tempo para consumir seu conteúdo, que têm interesse no que você faz e diz. É ser referência em determinado tema, fonte de indicação e ser capaz de, a partir de suas atitudes, influenciar comportamentos.


E não por acaso, as empresas já perceberam a força da influência: além de buscar os criadores de conteúdo como veículos de mídia, os envolvem em suas estratégias de comunicação para serem relevantes e participarem das conversas. Neste sentido, dá o próximo passo a empresa que entende que o criador é o melhor indicador para sinalizar o que a sua audiência consome e respeita a produção e o formato de sua linguagem.


Trabalhando a sua influência

Seja para alavancar os resultados da sua empresa, marca pessoal ou tudo isso junto, sendo um influenciador, você deve estar preparado para:

  • Criar conteúdo autêntico e entender o que você oferecerá para sua audiência;

  • Ter valores muito claros;

  • Definir a sua narrativa;

  • Estar preparado para eventuais crises e cancelamentos.

Sim, você pode fazer “tudo certo” e ser cancelado.

Estar exposto também é abrir o caminho para ideias contrárias e debates. Esteja preparado para trabalhar sua influência além das métricas de vaidade. A vida acontece além dos likes.


Modelos de negócio

Para aspirantes a influenciadores e produtores de conteúdo, naturalmente os formatos que mais chamam atenção são os “recebidos” e os “publieditoriais”, afinal, quem não quer ganhar dinheiro para falar sobre aquilo que gosta?

A chave da questão está aí: deve-se pensar sempre em conteúdo comercial com transparência. Caso contrário, seu trabalho será descredenciado perante os públicos (KARHAWI, 2020), e sabemos o quanto reputação é fundamental neste mercado.

Além disso, a comercialização deste tipo de publicidade já tem direcionamentos claros publicados pelo CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).

No próximo artigo, falarei mais sobre esse ponto. Enquanto isso, você pode se inspirar com essa apresentação do youPIX sobre como ganhar dinheiro sem depender de publi.


Referências

CARDOSO, Margot. O efeito danoso das celebridades. Vida Simples. 2021. Disponível em: https://vidasimples.co/colunistas/vida-boa-o-efeito-danoso-das-celebridades

DORES, Kelly. Brasil tem quase 1 milhão de digital influencers mapeados por empresa. PropMark. 2019. Disponível em: https://propmark.com.br/digital/brasil-tem-quase-1-milhao-de-digital-influencers-mapeados-por-empresa/

COMO MAXIMIZAR SEUS RESULTADOS NO DIGITAL ATRAVÉS DO MARKETING DE INFLUÊNCIA? youPIX, 2021. Disponível em https://medium.youpix.com.br/como-maximizar-seus-resultados-no-digital-atrav%C3%A9s-do-marketing-de-influ%C3%AAncia-b3a8c75023bd

KARHAWI, Issaaf. De blogueira a influenciadora: etapas de profissionalização da blogosfera de moda brasileira. Porto Alegre: Sulina, 2020

MEIO & MENSAGEM PUBLICA TENDÊNCIAS DA FLEISHMANHILLARD PARA MARKETING DE INFLUÊNCIA EM 2021. FleishmanHillard, 2021. Disponível em: https://fleishmanhillard.com.br/2021/01/marketing-influencia-2021/

O QUE É INFLUÊNCIA E POR QUE VOCÊ PRECISA DELA? youPIX, 2019. Disponível em: https://medium.youpix.com.br/o-que-%C3%A9-influ%C3%AAncia-e-por-que-voc%C3%AA-precisa-dela-c0fce8e94397



Agradecimentos

Érica Minchin

Gustavo Carneiro

Leonardo Augusto Matsuda

Canva e Schetchify


Me siga nas redes sociais. :)

Lidiane Faria: Instagram e LinkedIn

Inscreva-se na newsletter mensal

© 2021 por Lidi Faria